segunda-feira, 22 de agosto de 2011

CHÁ sentem-se e embebedem-se!

Gestão de Pessoas, que curso fui me meter!
Na ultima sexta-feira 19/08/2011, em meio a um dia rotineiro algo rompeu a rotina de acordar cedo, pegar metrô daquele jeito... ir trabalhar para ganhar dinheiro para depois gastar, almoçar e refletir com minhas amigas a respeito da vida, ao entardecer ir embora em um metrô cheio que só de pensar já fico ansiosa, em ir pra casa correndo para tomar um banho e ir para faculdade "onde faço curso de Gestão de Pessoas", até ai tudo bem! Mas até me encontrar com a professora X, que tem a responsabilidade de falar sobre as Competências na Organização.
Em meio a aula a professora cita: CHÁ (Conhecimento, Habilidades e Atitudes na Organização). Eu espontânea que sou (acho que sou), penso em voz audivel "não está faltando somente CHÁ, e sim Café, Suco, Refrigerantes... em um momento a sala que estava toda falante fica em um silêncio, que só foi interrompido

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Descobri "SOU LOUCA"

Pensei por vezes não ser capaz de olhar ao meu redor e enchegar a necessidade do meu próximo, pois em minha história sempre fui marcada pelo individualismo, na escola, na familia, sempre envolvida em satisfazer o meu "eu".
Quando vejo as pessoas intolerantes, logo penso: a vida deve estar sendo muito pesarosa para mesma, não que "a vida seja" mas a forma que a conduzimos se torna um fardo insuportável de carregar. Assistindo um programa de televisão onde retrata as dificuldades de um determinado tema, o assunto era: A vida em um Manicônio, onde os reporteres tinham o desafio de permanecer 24h acompanhando suas rotinas.

domingo, 7 de agosto de 2011

Recado ao meus leitores


Nesta primeira postagem quero expressar a motivação da criação deste blog, a intenção que envolve meu ser em expor minha inquietação diante das minhas atitudes e as repercussões que as mesmas geram em meu próximo.

Pode parecer ironia, ou suar com ar de arrogância pelos fracos a palavra capaz utilizada como titulo em meu blog de forma representativa "Kpaz", mas na verdade essa palavra foi expressa de forma a motivar o grupo no qual  fazia parte nos trabalhos acadêmicos em um momento em que me sentia sobrecarregada à tomar as iniciativas em realizar o trabalho proposto. Não por ser a melhor do grupo, mas pelas outras não serem capazes de assumir a responsabilidade na qual lhe foi proposta.

Surgiu a infelicidade que hoje analiso como felicidade para elas, a palavra que em minha cabeça serviria de motivação em um momento em que o prazo de entrega já estava próximo
Ocorreu um erro neste gadget